Conscientizar é preciso

Ebserh promove palestra de combate ao Assédio Moral no Hospital das Clínicas do Recife

sex, 18/10/2019 - 14:31

Projeto busca conscientizar funcionários e gestores sobre o tema, além de oferecer escuta qualificada

Evento foi conduzido pela especialista em Gestão de Pessoas e Psicologia Cognitivo Comportamental, Kátia Lima

Recife (PE) – Uma aula sobre o gerenciamento de relacionamentos – não só no âmbito profissional, mas também em outros aspectos da vida – e sobre como identificar, prevenir e combater o assédio moral.  Foi isso o que a psicóloga Kátia Lima fez nesta quinta-feira, 17, na abertura do “Projeto Assédio Moral: Conscientizar é Preciso!”, ocorrida no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, vinculado à Rede Ebserh.

O projeto, que continua na sexta-feira, 18, é uma iniciativa da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e já percorreu 10 das 40 unidades que fazem parte da rede hospitalar. Toda a rede participará do projeto que visa conscientizar os profissionais (funcionários e gestores) sobre o problema do assédio moral no ambiente laboral e as formas de combatê-lo.

No primeiro dia, Kátia Lima ministrou a palestra “Sobre limites e pontes: como gerenciar relacionamentos e evitar o assédio moral no trabalho” nos três turnos de trabalho, de forma a atingir o maior número de profissionais possível. A palestrante explicou que o assédio moral é um processo continuado e repetitivo, com início, meio e um ápice. Também conceituou os vários tipos de assédio como o vertical (ascendente e descendente) e o horizontal.

“O assédio traz consequências para o indivíduo que o sofre (baixa de autoestima, doenças laborais, entre outras), para a instituição (absenteísmo do trabalhador e exposição negativa da marca, por exemplo) e para a sociedade (um mau serviço prestado, por exemplo)”, enumerou a servidora do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) e especialista em Gestão de Pessoas e Psicologia Cognitivo Comportamental.

Kátia discorreu também sobre gerenciamento de relacionamentos, conceituando feedback, comunicação não-violenta, coletivo de trabalho, entre outros assuntos contextualizados por histórias e situações que geraram a reflexão na plateia formada por trabalhadores do HC. “A gestão do HC e da Ebserh são sensíveis ao tema do assédio moral e esse projeto ajuda a tirar dúvidas e a gerar reflexão em todos”, explicou o superintendente do HC, Frederico Jorge Ribeiro.    

Na sexta, 18, o projeto segue com palestra exclusiva para todos os gestores com o tema “Gestão sem ansiedade: como evitar o assédio moral no trabalho”, também ministrada por Kátia Lima. Também será ofertada escuta qualificada para os trabalhadores, conduzida por psicólogos organizacionais do HC e convidados de outros hospitais da Rede Ebserh. Realizada de forma individual, essa escuta é sigilosa e pretende acolher as pessoas que podem estar sofrendo com o assédio moral. 

Sobre a Rede Ebserh

O HC-UFPE faz parte da Rede Ebserh desde dezembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do SUS e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Os hospitais universitários são, por sua natureza educacional, campos de formação de profissionais de saúde. A Rede Ebserh não é responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país, apenas atua de forma complementar ao SUS.

Ebserh promove palestra de combate ao Assédio Moral no Hospital das Clínicas do Recife

Projeto busca conscientizar funcionários e gestores sobre o tema, além de oferecer escuta qualificada

Fonte
Com informações do HC-UFPE/Ebserh
HC - UFPE
assédio moral
hc-ufpe
projeto
conscientização
palestra